Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Da vida de Pi

Da vida de Pi... nilla. Uma espécie de director's cut, vá. Vivo de ler e escrever. De ler escritas, de escrever leituras, de debater termos e criar frases. Aqui escrevo da vidinha. Vidinha de Pi, é isso.

Da vida de Pi... nilla. Uma espécie de director's cut, vá. Vivo de ler e escrever. De ler escritas, de escrever leituras, de debater termos e criar frases. Aqui escrevo da vidinha. Vidinha de Pi, é isso.

Da vida de Pi

25
Fev15

Marias Capazes ou não, respeitem as pessoas saxavor

Pi

Já se sabe que vivemos dias nervosos com tudo e um par de botas, toda a gente reclama e aponta dedos, todos são Charlies e quem não for é para abater, e essas coisas todas. Eu estou incluída em tudo isto, sem problema em assumi-lo. Como tal, há coisas que me irritam bastante. Passo a exemplificar.

Ontem ouvia a Prova Oral no caminho para casa, e apanhei uma chamada de uma rapariga que, com ironia, contou que um dia destes numa livraria pedia informações e, ao falar em sexo oral, a pessoa que a atendia (acho que mulher também) baixou o tom de voz para responder. Ela ficou muito surpreendida, pelas suas próprias palavras a reacção foi "mas que é que se passa? Perdeu a lingua? Ficou sem voz? Mas qual é o problema?" e daí dissertou sobre os dramas e complexos das mulheres, a educação culpada destas vergonhas e pudores, sempre salientando que não tem problema nenhum, que fala de tudo na maior, que é tudo muito natural e como tal pode falar-se sem problema, e acrescentou "sou menos senhora por falar destas coisas com naturalidade?"

Tudo muito certo. Ou quase. 

É só a mim que isto parece dar a volta? Evidenciar o pudor alheio não serve também para salientar como "sou tão saudável, olhem para mim toda tão sem complexos e há umas ainda tão atrasadas, sou tão melhor que elas"? É preciso apregoar se já se o é? É isto que vai ajudar as pessoas a sentirem-se à vontade? E por que é que falar com estranhos sem desconforto tem de ser sinónimo de evolução? Eu não me considero a pessoa mais conservadora do mundo, mas também tento perceber com quem falo e respeitar o limite de cada pessoa. Há pessoas com quem falo de tudo, não muitas, e há pessoas com quem percebo (e outras com quem nem me apetece) do que posso ou não falar. Considero isso ter maneiras e não invadir.

Cansa-me que se confunda emancipação com má criação e desrespeito, lamento. O que é natural para umas não é para outras e nenhuma está errada. Errado está não respeitar isso.

Não, ela não é menos senhora por falar destas coisas ou perguntar por sexo oral numa livraria com à vontade. Tal como a outra não é menos mulher por ter pudor nisso. 

23
Fev15

Dobradela de canto. Daquelas boas

Pi
Carlota começou hoje a escola e isso é sempre assinalável. Acresce ainda que não se pensou que este dia chegasse tão cedo. Mas chegou, celebremos isso e a nova vida da baby. Por agora é isto, que já é imenso. 

Sim sim, este vai via Mobile
17
Fev15

Sagres. Go full retard

Pi
No Tropic Thunder o conselho para representar é "don't go full retard" (se não viram vejam). Em humor aplica-se o contrário, não se pode ficar pelo meio termo, pelo "assim pode ser que passe", e a Sagres ficou. Pelo menos na qualidade do vídeo, que parece uma coisa feita muito à pressa e básica. Mas pode ser por ser do Sporting quenão vejo a estonteante genialidade da coisa, assumo tudo. Não me ofendeu nem me surpreendeu. Se a Sagres escolhe lados e guerrilhas, e arca com as consequências, é-me indiferente. Mas para isto tudo preferia que fosse um vídeo inesquecível e eu já não me lembro do que vi.

Houve um frango no jogo? Houve houve (já li por aí que "não foi frango!!! Foi um erro!!!!", para o caso é indiferente, o vídeo foi para as massas não foi para os entendidos e rigorosos, vamos a acalmar), e todos vimos que até podia ter havido dois. Por mais que o coração me tenha quase fugido pela boca na altura, não me custa assumir isso.

O circo em volta é o do costume e faz parte. Como faz parte não me apetecer acompanhar. 

Eu não deixei de beber Pepsi e na altura até reconheci algum arrojo à marca, tentei ver como uma brincadeira - embora o atropelo com o comboio, vá, me tenha feito alguma confusão, mas admito que seja de mim, afinal era o ric'menine ali em voodoo doll. 

Estou cansada. O que eu queria mesmo era que não tivesse existido aquele golo, com ou sem vídeo. Com ou sem frango. Ou erro. Deixem-me. 

 

Ah, quanto aos Charlies:

 

Ser Charlie não é rir de tudo, é só não matar quem não nos faz rir. Fácil.
06
Fev15

Idades e assim. Ou não, sei lá

Pi
Lisboa, seis e meia da tarde. Não sei quantos graus estão, mas não são muitos. Choveu e sente-se no ar que foi chuva gelada.  Na estação do comboio, duas miúdas fumam e conversam. Uma sentada num banco, a outra no chão. Sentada no chão de pedra, que calculo não estar muito convidativo.  O meu segundo pensamento - o primeiro foi "ai, é doida, que gelo!" - foi que há idades muito parvas. Ali sentada, a fumar, a desabafar as injustiças de amigos e namorados, a fechar a semana de conversa com a amiga.  E se calhar há de facto idades parvas e a minha até é uma delas. Mas eu lembro-me de gostar de me sentar no chão, nos intervalos do liceu era o meu poiso favorito.  Também me lembro de ser friorenta toda a vida, ter-me-ei sentado ao frio? Não me lembro, não vou jurar que não. Molhas por querer andar de blusão de ganga sei que apanhei.  Continuo a achar uma maluquice, a rasar o desporto radical, ela estar ali sentada (nem casaco tinha, senhores) no chão frio, ao frio. Tem de ter frio. Enfim, pode gostar.  A moral aqui é um bocadinho: deixa as miúdas, pá. 

Sim sim, este vai via Mobile
04
Fev15

Factos e dicas

Pi
Facto: numa aula de hidroginastica haverá sempre uma pessoa muito empenhada nos seus saltos de golfinho e no domínio do espaço, sem olhar para mais ninguém nem pensar que se todos fizermos o mesmo mais vale chamar "aula de oceanário, todos ao molho e fé em Deus".

Dica: não se enerve, aplique a formação em xadrez, desloque-se para a diagonal dessa pessoa e todo correrá bem. Poderá ter de se ir deslocando ao longo da aula uma vez que o golfinho continuará a não ver ninguém em volta. Fixe-lhe a touca e esteja sempre às 2 ou 10 horas a partir desse ponto. 

Sim sim, este vai via Mobile

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D