Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Da vida de Pi

Da vida de Pi... nilla. Uma espécie de director's cut, vá. Vivo de ler e escrever. De ler escritas, de escrever leituras, de debater termos e criar frases. Aqui escrevo da vidinha. Vidinha de Pi, é isso.

Da vida de Pi

Da vida de Pi... nilla. Uma espécie de director's cut, vá. Vivo de ler e escrever. De ler escritas, de escrever leituras, de debater termos e criar frases. Aqui escrevo da vidinha. Vidinha de Pi, é isso.

Do ginásio. Regresso ao Futuro

Pi, 09.02.13
(Sem acentos graves porque não tenho no BB e este post tinha de sair agora. Não tinha mas eu quis que sim)

Fui aos 10 anos para a ginástica rítmica. Nada de competições, era tarde para isso. Eu queria era saltitar com fitas e arcos e fi-lo em grupo pelo pais. As besuguinhas, eramos nós. Depois a minha professora foi para o Benfica e a classe desfez-se.
Comecei a andar pelas aerobicas, steps e localizadas até a faculdade. Depois disso só voltei a um ginásio por 2003, mas não durou muito. Retomei uns anos mais tarde e voltei a parar até agora que, quero crer, é para manter.
Isto é um post a mim, se pudesse falar com a eu de 15 anos.

"Querida tu (eu)

Agora os ginásios são diferentes. Mais que isso chamam-lhes health clubs e trata-se um pouco disso mesmo.
Usam-se os balneários e não é só para trocar os tenis por sapatilhas ou pontas tomam-se banhos, secam-se cabelos, aplicam-se cremes. Os ginásios são melhores, mas também há gente a circular de todas as maneiras no balneário, abstrai.
Sabes quando vês quem agarre o calcanhar em vez do peito do pé nos alongamentos? Vais estar assim, lamento. Há esperança, podes voltar ao antes, mas uma ou outra aula ainda o farás assim.
Pasma: ainda tens bastante flexibilidade, mas esquece definitivamente a perna esquerda a frente numa espargata, mantém a direita. Tudo ok com as mãos ao chão e a cabeça no joelho com as costas direitas. Já não é mau.
Há pessoas de todas as idades, gostos e géneros. Há aulas para todos. Ao molho e fé em Deus. Vais quase enlouquecer quando as pessoas não sabem colocar-se em xadrez para optimizar o espaço na aula. Vais ficar azul com as pessoas que guardam lugar para outra que nunca mais chega numa aula. Inspira.
Vais nunca perceber a descoordenação das pessoas, nisso não terás problemas. Vais querer fazer tudo o que são aulas de danças e saltos. Não serás tough a dançar como imaginas que podes ser. Mas não desistas!
Trabalha o fôlego. Respira. Vai correr mais vezes. Eu sei que não vais, mas fica dito.
Há mais instrutores como o Rui, descansa. Há opções para quem inicia as aulas e vais achar que para ti são só mesmo para quando estiveres prestes a cair para o lado. Há musicas que não terás no mp4 (depois vês o que é) mas delirarás dançar. E há instrutores que dizem "estamos no Brasil, mostrem os cocos", vai-te mentalizando que não podes ser transparente por mais que treines o "sou um vaso ming sou um vaso ming sou um vaso ming". Cora se tiver de ser, mas não pares.

Enviado a partir do meu smartphone BlackBerry®
www.blackberry.com