Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Da vida de Pi

Da vida de Pi... nilla. Uma espécie de director's cut, vá. Vivo de ler e escrever. De ler escritas, de escrever leituras, de debater termos e criar frases. Aqui escrevo da vidinha. Vidinha de Pi, é isso.

Da vida de Pi

Da vida de Pi... nilla. Uma espécie de director's cut, vá. Vivo de ler e escrever. De ler escritas, de escrever leituras, de debater termos e criar frases. Aqui escrevo da vidinha. Vidinha de Pi, é isso.

Du um ano depois

Pi, 19.01.14
Tenho um dedo magoado, o AoE III para jogar, mas ainda cá venho deixar uma dobrinha de canto antes que me passe e se perca o timing. Há um ano estava há 15 dias a tomar conta do Du, na altura com 8-quase-9-meses. Passávamos os dias entre brincar no mundo de brinquedos que havia na sala, sestas e refeições. Correu tudo bem e eu, o Duarte e o mano Afonso, ficámos amigos. Ontem fui visitá-los. O Afonso lembra-se de mim, sendo mais velho. O Duarte nem por isso, mas tambem so me estranhou à chegada, depois começa a fazer palhacices e macacada para me rir. Havia um hábito do Du que entra directamente para o top de queridices de baby. Adormecia agarrado a um frasquinho de aero-om. De inicio só o segurava, quando deixei de tomar conta dele, o hábito era encostá-lo ao queixinho, já podre de sono. Ontem soube (e vi) que continua a levar o frasquinho consigo para dormir. De derreter. Mais, um dia destes a gata da avô adormeceu, ele tapou-a e foi deixar-lhe um frasquinho ao pé para ela dormir. Cuteness overload. O Du, para os seus 20 meses, fala imenso e percebe claramente tudo o que se lhe diz. Derreti mais um pouco quando ao almoço me quis mostrar os bonecos a papar e chamou: "menina..."
Aaaaawe...
Enviado a partir do meu smartphone BlackBerry® www.blackberry.com