Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Da vida de Pi

Da vida de Pi... nilla. Uma espécie de director's cut, vá. Vivo de ler e escrever. De ler escritas, de escrever leituras, de debater termos e criar frases. Aqui escrevo da vidinha. Vidinha de Pi, é isso.

Da vida de Pi

Da vida de Pi... nilla. Uma espécie de director's cut, vá. Vivo de ler e escrever. De ler escritas, de escrever leituras, de debater termos e criar frases. Aqui escrevo da vidinha. Vidinha de Pi, é isso.

Mais apelos. Parem com isso

Pi, 12.06.13
Há pessoas que querem tanto falar delicadamente - na mesma ordem de ideias de um "não quero mais, obrigada, estou satisfeita" em vez do mais seco "cheia" - que dizem coisas como "a única coisa que eu não aprecio nas sardinhas são as espinhas". Alguém gosta de espinhas? Apreciar é outra coisa, pretende não ferir susceptibilidades, espinhas não aborrece ninguém que não se goste. E é isto. Sardinhemos, apreciem a sardinha toda. Não gostem das espinhas se não quiserem, vai ficar tudo bem.


Enviado a partir do meu smartphone BlackBerry®
www.blackberry.com

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.