Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Da vida de Pi

Da vida de Pi... nilla. Uma espécie de director's cut, vá. Vivo de ler e escrever. De ler escritas, de escrever leituras, de debater termos e criar frases. Aqui escrevo da vidinha. Vidinha de Pi, é isso.

Da vida de Pi

Da vida de Pi... nilla. Uma espécie de director's cut, vá. Vivo de ler e escrever. De ler escritas, de escrever leituras, de debater termos e criar frases. Aqui escrevo da vidinha. Vidinha de Pi, é isso.

Mais do metro. Há sempre mais

Pi, 09.10.13

No metro do Cais do Sodré há dois timers, um de cada lado, para se saber quanto tempo falta para o próximo metro. As pessoas deslocam-se para o lado que indica levar menos tempo, como é natural. Pois não raras vezes tem de se mudar porque afinal o que chega vem do outro lado. Tudo já muito compostinho para entrar e trocam-nos as voltas. Por um lado penso que alguém se diverte com isto, por outro que isso seria só deprimente e portanto andamos ao sabor do que alguma máquina decida.

 

Depois, sempre sempre estes miúdos sem noção nem travão, que se metem pelo meio de todos e quando a porta abre nem entram à direito, mas fazem uma diagonal que atrasa à entrada do resto das pessoas. Just another day at the office.

 

Enviado a partir do meu smartphone BlackBerry® www.blackberry.com