Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Da vida de Pi

Da vida de Pi... nilla. Uma espécie de director's cut, vá. Vivo de ler e escrever. De ler escritas, de escrever leituras, de debater termos e criar frases. Aqui escrevo da vidinha. Vidinha de Pi, é isso.

Da vida de Pi

Da vida de Pi... nilla. Uma espécie de director's cut, vá. Vivo de ler e escrever. De ler escritas, de escrever leituras, de debater termos e criar frases. Aqui escrevo da vidinha. Vidinha de Pi, é isso.

Pessoas. Das humanas e arrogantes.

Pi, 14.01.14
O dia começa agora. Um café e os pensamentos e twitts saem em catadupa. Quem olha para mim vê um cacto, quieto quietinho, sono imenso, olheiras grandes. Mas a cabeça vai a mil.
Eu adoro (not) esta coisa muito portuguesa do humilde que merece o céu, o arrogante o inferno. E a coisa melhora com a facilidade com que alguém passa por arrogante. Se nao se gosta a melhor maneira de angariar simpatizantes para a causa é usar um "nao gosto, é muito arrogante". E as pessoas ficam a pensar, no seu cantinho, "espera lá, arrogante pode atingir-me o complexo de inferioridade e eu nao gosto cá disso. Se é arrogante também nao gosto". A palava arrogante tdesperta o patinho feio que há em si.
Vem isto a propósito do menine ter chorado e se dizer que ele ficou mais humano e isso. Mas eu vejo-o de outra forma há muito tempo, tenho de ter paciência com estes clichés que as pessoas gostam de dizer, repetir e imitar. Vou esperar pela sesta da Carlotinha e ver tudo como deve ser, que ontem nao vi nada dos choros e isso. Logo se vê se sai post.
Enviado a partir do meu smartphone BlackBerry® www.blackberry.com

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.