Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Da vida de Pi

Da vida de Pi... nilla. Uma espécie de director's cut, vá. Vivo de ler e escrever. De ler escritas, de escrever leituras, de debater termos e criar frases. Aqui escrevo da vidinha. Vidinha de Pi, é isso.

Da vida de Pi

Da vida de Pi... nilla. Uma espécie de director's cut, vá. Vivo de ler e escrever. De ler escritas, de escrever leituras, de debater termos e criar frases. Aqui escrevo da vidinha. Vidinha de Pi, é isso.

Pára tudo que eu matei a bimby!

Pi, 28.09.12

Valha-me Deus, só faço disparates. Contado ninguém acredita.

Então não dei um banho à bimby? Um banho, senhores, um banho!

Eu juro que não sou burrinha, prometo mesmo. Mas vivo na lua, é um facto.

Eu até tinha visto as lâminas no lava-loiças, sabia que a bimby estava sem elas. Mas não me lembrei, claro. E que fiz eu? Peguei na torneira/mangueira e comecei a enchê-la de água. Litro e meio, queria eu. E ela sem lâminas, o que na bimby corresponde a trapézio sem rede, já em queda livre. O risco já não é risco, é morte quase certa (sou uma assassina, até me mordo).

A água a entrar e... a sair! Pamordeus, a sair por baixo! É tão não suposto...

Entrei em pânico, parei e desliguei tudo, e sequei-a como se se tratasse de uma vida (e trata, raios, se fico sem ela acho que agrafo dois dedos).

 

Valha-me Deus, agora está para ali toda moribunda.

E se eu fico sem ela? Não quero nada. Não que não saiba cozinhar sem bimby, mas não me apetece. Ainda me custou uns euros e uso-a bastante. Não me apetece é viver sem ela, que é diferente.

Vou deixá-la dormir e secar e amanhã experimento ligá-la. Espero não ter de declarar hora de morte (medo...).