Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Da vida de Pi

Da vida de Pi... nilla. Uma espécie de director's cut, vá. Vivo de ler e escrever. De ler escritas, de escrever leituras, de debater termos e criar frases. Aqui escrevo da vidinha. Vidinha de Pi, é isso.

Da vida de Pi... nilla. Uma espécie de director's cut, vá. Vivo de ler e escrever. De ler escritas, de escrever leituras, de debater termos e criar frases. Aqui escrevo da vidinha. Vidinha de Pi, é isso.

Da vida de Pi

30
Nov17

É tanto tempo que nem dá pra pensar

Pi

O meu primeiro concerto foi dos Xutos. Em julho de 88, perante uma paixão assolapada que tinha começado um ano antes sensivelmente, com "Contentores", e já ía em "Doçuras", a minha mãe comprou dois bilhetes para irmos ver Zé Pedro e cia ao pavilhão "Os Belenenses".

Em 88 eu tinha 11 anos. Senti perfeitamente que era uma criança ali no meio, mas era uma criança que estava num concerto de Rock, daqueles mesmo mesmo a sério. A certa altura, no meio daquele desfile de músicas que eu sabia de cor, o Zé Pedro passa para a frente, e canta "Submissão". O meu coração nem aguentava tanta emoção (na altura nem quis saber do timbre): além de tudo o resto, ele cantava! Aquele "olhó Zé Pedro" do Kalu, no final, ficou para sempre na minha memória.

Guardei durante muito tempo uma entrevista, julgo que no Expresso, onde estava a minha fotografia preferida (pelo menos lembro-me dela assim) do Zé Pedro. Uma outra vez, estava a estudar Matemática e os conjuntos, e o Zé Pedro apareceu na tv, numa campanha do Pirilampo Mágico. Nunca o Pirilampo me pareceu tão rockeiro e cool. 

Depois fui crescendo, e como para muita gente, os Xutos ainda eram os Xutos, mesmo que não os fosse ver a todo o lado. Admito que me desiludi um pouco na fase "cervejola para ver a bola", mas fiz as pazes pouco depois, o que estava para trás era maior, bem maior. 

 

Não era preciso falar muito nele, ou incluí-lo em listas de preferências: o Zé Pedro estava ali, era para sempre.

E será.

2 comentários

  • Sem imagem de perfil

    luis pontes 04.12.2017

    Continua a ser melhor um gajo drogar-se do que ir para Africa de metralhadora na mão matar pessoas, mesmo que obrigado eu prefiro uma boa pedrada do que dar tiros numa arma, mais ainda impulsionado por racismo e patriotismo bacoco. Apanhar uma boa pedrada de uma boa droguinha é o que lhe fazia falta a si.
    Quanto aos pescadores, os drogados dos xutos como vocês lhes chama, mesmo drogados que são escreveram uma musica chamada "homem do leme" que mostra que mesmo drogados tiveram a humildade e sensibilidade de reconhecer a coragem de quem arrisca a vida na faina. Pois é do homem do leme o corpo, do barco da Figueira da foz que naufragou e a que se refere ,que não foi encontrado ainda.
    O senhor pode ter as suas frustrações e tem os seus motivos, a guerra é uma crueldade atrós, mas porque é que tem de descarregar na geração que veio a seguir, ao fim ao cabo foram os da sua geração que o mandaram para lá. Pense nisso...
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D