Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Da vida de Pi

Da vida de Pi... nilla. Uma espécie de director's cut, vá. Vivo de ler e escrever. De ler escritas, de escrever leituras, de debater termos e criar frases. Aqui escrevo da vidinha. Vidinha de Pi, é isso.

Da vida de Pi

Da vida de Pi... nilla. Uma espécie de director's cut, vá. Vivo de ler e escrever. De ler escritas, de escrever leituras, de debater termos e criar frases. Aqui escrevo da vidinha. Vidinha de Pi, é isso.

O uber. O sono. O Boeck

Pi, 15.01.14
O uber continua a nao cooperar e dou sossego a quem (hoje nao) me lê. A app do BB tambem amuou e diz que nao lhe apetece. Sossego total do outro lado. Ter trazido um livro era hoje ainda melhor ideia, mas nao aconteceu. Adormeceria antes do destino, o que nao sendo a primeira vez, é sempre terrivel. Acho que estou de birra, o sono é tanto que nao chego a perceber. Por outro lado, eu estou muitas vezes de birra, pode bem ser mais uma. Nao fazer muito sentido no que digo é sintomático. Estou naquele patamar em que tanto me pode sair uma alarvidade e um pontapé, ou uma espiral de tolices e trocadilho. E rio-me em qualquer dos casos. E só quero ir dormir. O Boeck, o Boeck. Eu tenho sono mas sei o que vi. Vi-o cumprir, mas vi ainda 3 ou 4 bolas para a frente que me complicam cá com o sistema. Isso nao era recurso e assim? Passou a grande defesa no ultimo Europeu e eu nao percebi? Mas vejo por quase todo o lado que foi o homem do jogo. Desculpem-nos Slimani/Mane/Vitor/Adrien, que nao sabem o que fazem. E sim, eu gosto do Boeck. Há imenso tempo, oooouça.
Mas eu tenho dormido mal, pode ser isso. E sou de birras, pois. Deixem-me, vou ver onde tenho o rise of nations.
Enviado a partir do meu smartphone BlackBerry® www.blackberry.com