Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Da vida de Pi

Da vida de Pi... nilla. Uma espécie de director's cut, vá. Vivo de ler e escrever. De ler escritas, de escrever leituras, de debater termos e criar frases. Aqui escrevo da vidinha. Vidinha de Pi, é isso.

Da vida de Pi

Da vida de Pi... nilla. Uma espécie de director's cut, vá. Vivo de ler e escrever. De ler escritas, de escrever leituras, de debater termos e criar frases. Aqui escrevo da vidinha. Vidinha de Pi, é isso.

Regresso a Hogwarts. Um podcast (ou dois)

Pi, 11.01.18

Começando pelo início: um dos meus podcasts do amor (i.e. preferido, de eleição, do coração), é o Binge Mode, que encontrei quando procurava podcasts sobre "Game of Thrones".  É possível que haja melhores, mas acertei em cheio no tom e na paixão com que Mallory Rubin e Jason Concepcion falam de Westeros, os lobos e companhia. É divertido, falam-nos dos livros e do que está para trás na vida de cada personagem, e todas as sensações que cada cena lhes transmite. É à minha medida e continuará no meu top de podcasts. Adiante.

Binge Mode

Quando terminou a última temporada, sem Binge Mode ficou um vazio nos meus podcasts, até que... Estão de volta! Não com "Game of thrones", com outras séries (como "Black Mirror") e filmes (como "Coco"), e estão em preparação para começar a dissertar sobre "Harry Potter".

Bom, eu li Harry Potter. Já era crescida quando os livros saíram, mas li tudo e adorei. Agora o meu podcast favorito vai dedicar-se a esta série, e eu, que me lembro de gostar muito do detalhe dos livros, de tudo bater certinho a cada capítulo, livro, e no seu todo, sei que aquilo de que me lembro, não é o suficiente para aproveitar Binge Mode em todo o seu esplendor.

Como tenho livros salteados e baralhados - li emprestados, comprei uns em inglês outros em português -, e me habituei a ouvir podcasts no caminho, nos transportes, nos passeios a pé, tratei de procurar um podcast que me reavivasse a memória.

The Real Weird Sisters

Encontrei "The Real Weird Sisters", onde cada episódio é o resumo de um capítulo de cada livro. Perfeito. Acresce que Alice e Martha (as weird sisters) têm uma experiência diferente da minha. Leram os livros em criança - entre os 9 e os 12/13 leram o primeiro livro - e de lá para cá já os leram dezenas de vezes, esperaram lançamentos de livros à porta de livrarias, estreias de filmes vestidas a rigor, falaram para a TV local sobre a sua fandom. Ou seja, foram crianças que cresceram com os livros de Harry Potter, o que resulta num viver da série que me vai certamente deixar apta a ouvir Binge Mode.

Aconselho ambos, um para quem quiser reviver (ou mesmo conhecer) os livros de Harry Potter por quem os domina e adora, o outro para rir, chorar, e esperar ansiosamente pelas quintas (dia a que sai um novo episódio de Binge Mode).

 

Estou de volta a Hogwarts, portanto, e vou já fazer o meu Sorting Hat definitivo. Depois conto coisas. 

2 comentários

Comentar post