Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Da vida de Pi

Da vida de Pi... nilla. Uma espécie de director's cut, vá. Vivo de ler e escrever. De ler escritas, de escrever leituras, de debater termos e criar frases. Aqui escrevo da vidinha. Vidinha de Pi, é isso.

Da vida de Pi

Da vida de Pi... nilla. Uma espécie de director's cut, vá. Vivo de ler e escrever. De ler escritas, de escrever leituras, de debater termos e criar frases. Aqui escrevo da vidinha. Vidinha de Pi, é isso.

São quase dois anos... "com a pandemia já me perdi"

Pi, 20.07.21

Quem não deu por si a dizer isto nos últimos meses? Querer lembrar um evento distante de nós e ter de pensar "ora, se ainda foi naquela altura... seria 2019, já 2020...? Um ano, quase dois, vá." Acabo assim vários exercícios de memória em 2021. Ou fazer contas a Março de 2020 como se fosse um ano, quando já vamos para 18 meses. Acontece-me bastante ultimamente.

Há pessoas que deixei de ver, colegas de trabalho, até amigos ou familiares com quem estava menos vezes, passei a estar zero. Quando nos voltarmos e ver, teremos pelo menos mais dois anos que da última vez. E sabemos o que atravessámos, o que se passou, onde temos estado. Mas teremos mais dois anos em cima. De idade e ausência. 

Termino muitas vezes frases com "com a pandemia já me perdi no tempo", mas o tempo não parou de facto.

6 comentários

Comentar post