Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Da vida de Pi

Da vida de Pi... nilla. Uma espécie de director's cut, vá. Vivo de ler e escrever. De ler escritas, de escrever leituras, de debater termos e criar frases. Aqui escrevo da vidinha. Vidinha de Pi, é isso.

Da vida de Pi... nilla. Uma espécie de director's cut, vá. Vivo de ler e escrever. De ler escritas, de escrever leituras, de debater termos e criar frases. Aqui escrevo da vidinha. Vidinha de Pi, é isso.

Da vida de Pi

02
Jan14

A delícia de chocolate e eu

Pi

 

A da bimby, pois. Já metade ou mais da população conhece essa iguaria que sai da bimby para o forno tempo qb para ficar uma mousse em fatias deliciosas. E para quem não conhece, é isso: um bolo de mousse. Delicioso. Simples e delicioso.

Eu tenho momentos Bridget Jones na minha vida (quem não?), mas na cozinha supero-me. Eu já fiz bolo de cenoura com sal refinado em vez de açucar, por exemplo, dei por isso antes de ir ao forno. No resto até me vou saindo bem, não há queixas e as coisas saem com o aspecto que quero geralmente. Mas não com a delícia. 

Dizia então que sou uma Bridget na cozinha, ainda que sem as bunny ears. Mas tenho de facto momentos desses, e com a delícia atinjo o impensável. Pois bem, aqui vos digo que a receita deve ser a coisa mais simples de fazer e eu de toda a vez não acertei com o resultado pretendido. Uma porque a fiz sem ter a bimby, mas eu tinha de a fazer. Ficou bolo de mousse, é certo, mas não a delicia. Outra porque cumpri o tempo de forno e ele foi demais, e uma outra ainda porque me esqueci (sim...) dela no forno já desligado e passou do ponto, claro. Bons bolos de chocolate mas eu queria a delícia, essa é que eu quero sempre.

Mas isto não é nada comparando com a última vez. Fiz tudo muito bem feitinho até à entrada para o forno. Pré-aqueci-o, forma com papel vegetal por causa da chiqueirada, mistura vertida, e tudo no forno. Dois minutos passados e começa a cheirar-me a queimado. A papel queimado. A medo, espreitei. Parte já estava como na fotografia. Tinha deixado a prateleira de cima muito em cima no dia anterior já nem sei porquê, e nem reparei. Conclusão: o papel ardia. Foi muito bonito de se ver. A delícia estava boa, depois de a socorrer das labaredas e cinzas, mas convenhamos, era escusado o efeito cénico. 

 

E é isto, momentos de comédia pura que se perdem para sempre porque e não filmo a minha vida. 

 

Delícia, não és tu, sou eu. 

25
Nov12

A bimby ao serviço da toca

Pi

Fui buscá-la na 5ª feira. Traz borracha nova e oferecida na tampa (a minha estava miserável), e placa electrónica mudada (soa mais caro, não é? e foi). Voltou a já a pus a uso para um creme de alho francês, batido de banana ao lanche de hoje e salsichas frescas, arroz e lombarda com base neste arroz com salsichas frescas.

O que fiz diferente:  cozi a couve previamente no cesto da bimby, só para garantir que ficava bem cozida mas isto sou eu que não gosto muito de legumes meio crus (excepção da cenoura-que-se-roi), e usei a água onde a cozi para o arroz. Deixei a couve no cesto até à altura de colocar também as salsichas. No fim, misturei tudo. Mu-e-da-bom.

 

Funciona, e recomenda-se. Já não verte (lá, está, a borracha...) nem dança. E acende!

25
Nov12

De repente tudo muda

Pi

A segurança social lá cumpriu ao fim de 5 meses e a bimby voltou a casa. Podiam não estar relacionados os factos, mas até estão.

Era isto. Fiz tanto post dramático de tudo que tinha de cá deixar o final. Já nem sei se descrevi a última ida à segurança social, com o drama e tudo. Valeu bem a pena lá ir e não ficar em casa, reclame-se sempre que for preciso é o que é.

Tive de me expor um bocadinho mais do que qualquer pessoa deseja, mas foi por uma boa -8ou pelo menos justa) causa. tudo porque a senhora que me atendeu achou muito mal eu ter data marcada no Areeiro e estar ali a tirar vez a alguém. Sucede que me assustaram em setembro, tiraram-me o chão em outubro, não ía deixar que me matassem do coração em novembro. E disse-lho "a esta altura, vou a todo o lado. São 4 meses, percebe?" e sim, disse um "percebe" bem irritante. Lá se comoveu e ligou para onde tinha de ligar. No dia seguinte estava resolvido. Valeu ou não a pena lá ter ido? Para mais, o dia que eu tinha marcado para o Areeiro já era depois do processamento de pagamentos, portanto arriscava-me a não receber também em novembro, seria o fim. O cúmulo foi tudo se atrasar por uma data mal introduzida e teimarem comigo que a minha empresa é que o tinha feito mal. Não foi. Mas já passou o pior, adiante.

A suivre, a bimby volta à toca. 

03
Out12

#PrayForBimby

Pi

Já a levei à Vorwerk e ficou lá (a casa está vazia sem ela... ahahah peço desculpa, voltaremos a um tom grave em segundos). Um aparte: a Vorwerk tem sempre um aspecto impecável (vou à de Alfragide) e o atendimento é bom. Sim, eu sei "também era melhor", mas já vimos acontecer pagarmos um serviço e os apoios deixarem a desejar. Digo eu. 

Contactam-me para orçamentos e assim, mas ouvir falar em "placa de potência" não me deixa muito animada.

*dor* nem sei bem que esperar. Não tenho eu carro para não me preocupar com rombos e despesas. O que mais me chateia é ter sido asneira minha, reguei a bimby gratuitamente. A cabeça na lua será sempre a minha desgraça, estou certa.

Não é um tacho ou um robot de cozinha, para mim é o meu gadget do dia a dia. Faço um simples arroz na bimby, assumo tudo, mas também gosto de ver uma receita tradicional e adaptar-lhe velocidades e temperaturas na bimby e o resultado ser igual. Tem cuca no lance, sim. 

29
Set12

Da bimby moribunda. Estamos mais ou menos assim

Pi

Esta manhã hesitei antes de ir confirmar. Para ser sincera, a negação foi tal que só me lembrei a meio da manhã do que aconteceu. 

Lá saltitei ainda cheia de esperança até à cozinha, e experimentei. Raios, nem acende quando ligo a ficha. Nem botão, nada de nada, está sem vida.

Pus-lhe um lenço e estamos de luto até a levar a um apoio técnico perto de mim. 

Estou amuada, pronto. Detesto estragar coisas, e sendo por ter a cabeça na lua, piora um pouco.

 

Eu sei, eu sei que isto é completamente first world problem, e nos tempos que correm eu até vivo num país de terceiro mundo (adoro-te, mas também me cansas Portugal, és o meu marido de bodas de ouro, já me habituei aos teus defeitos e feitio, mas de vez em quando preciso de uma massagem e chá com amigas), mas aborrece-me pronto, parte do meu dia a dia está para ali sem vida e isso maça-me. É isto.

 

*chuta 'ma pedrinha*

28
Set12

Pára tudo que eu matei a bimby!

Pi

Valha-me Deus, só faço disparates. Contado ninguém acredita.

Então não dei um banho à bimby? Um banho, senhores, um banho!

Eu juro que não sou burrinha, prometo mesmo. Mas vivo na lua, é um facto.

Eu até tinha visto as lâminas no lava-loiças, sabia que a bimby estava sem elas. Mas não me lembrei, claro. E que fiz eu? Peguei na torneira/mangueira e comecei a enchê-la de água. Litro e meio, queria eu. E ela sem lâminas, o que na bimby corresponde a trapézio sem rede, já em queda livre. O risco já não é risco, é morte quase certa (sou uma assassina, até me mordo).

A água a entrar e... a sair! Pamordeus, a sair por baixo! É tão não suposto...

Entrei em pânico, parei e desliguei tudo, e sequei-a como se se tratasse de uma vida (e trata, raios, se fico sem ela acho que agrafo dois dedos).

 

Valha-me Deus, agora está para ali toda moribunda.

E se eu fico sem ela? Não quero nada. Não que não saiba cozinhar sem bimby, mas não me apetece. Ainda me custou uns euros e uso-a bastante. Não me apetece é viver sem ela, que é diferente.

Vou deixá-la dormir e secar e amanhã experimento ligá-la. Espero não ter de declarar hora de morte (medo...).

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D