Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Da vida de Pi

Da vida de Pi... nilla. Uma espécie de director's cut, vá. Vivo de ler e escrever. De ler escritas, de escrever leituras, de debater termos e criar frases. Aqui escrevo da vidinha. Vidinha de Pi, é isso.

Da vida de Pi

Da vida de Pi... nilla. Uma espécie de director's cut, vá. Vivo de ler e escrever. De ler escritas, de escrever leituras, de debater termos e criar frases. Aqui escrevo da vidinha. Vidinha de Pi, é isso.

Arranja-me um emprego, pode ser na tua empresa concerteza

Pi, 09.10.13

eu só quero desabafar. Também quero um emprego, essa parte é a mais pura verdade. Mas este post é um desabafo. Não um desabafo melodramático, agarrada à almofada, de balde de gelado ao lado, nada disso. Mais um grito sem drama, um disparatar para exorcizar demónios, nada mais. Porque as pessoas ficam logo aflitas ou não ligam quando se fala nisto. Com razão, eu faria ou fiz o mesmo, já não sei. Cada um sabe da sua vida e nem todos estamos desempregados, felizmente.  

Mas quem está sabe como é receber comunicações do IEFP. E eu não tenho tido razões de queixa do IEFP, verdade seja dita. Nem o IEFP de mim, já agora. Mas a comunicação - este ano tudo vai dar a comunicação, eu que acho que a crise nos pôs a falar uns com os outros, e as instituições parece que pararam no tempo com a comunicação -, a comunicação do IEFP deixa muito a desejar. Sempre que me escrevem é para me verem dia tal à hora tal, muito bem dito num primeiro parágrafo, objectivos, curtos e grossos. Depois seguem-se três parágrafos, maiores, de ameaças. Se não apareço sou a pior do mundo e não mereço nada, se não apareço não posso estar neste clube, e não aparecendo e sendo expulsa só daí a x dias posso voltar. Uma espécie de vá pensar no mal que fez para aquele cantinho e depois volte. E até lá fico sem subsídio, claro. A aparecer, é bom que tenha procurado emprego nestes meses em que não dissemos nada uns aos outros e prove bem provadinho, senão lá está, expulsão, castigos e essas coisas. 

É tudo certo, está tudo bem pensado e eu acredito que estas regras e alertas sejam todos necessários. Mas permitam um lado de cá, que se sente constantemente de fato de riscas pretas e brancas e bola no pé, disparate à vontade com isto. Sem drama, juro, até me rio disto, mas é a imagem que tenho. 

 

Arranja-me um emprego
Arranja-me um emprego, pode ser na tua empresa, concerteza
Que eu dava conta do recado e pra ti era um sossego